Como a massagem pode ajudar as gestantes e as puérperas?

Como a massagem pode ajudar as gestantes e as puérperas?
25 de março de 2021 zweiarts

No decorrer da vida da mulher, ocorrem diversas alterações fisiológicas em todos os sistemas do corpo, entretanto as maiores delas acontecem especialmente durante a gestação. No período gestacional o organismo feminino sofre extensas adaptações para acomodar o feto, elas são detectadas nos sistemas reprodutor, endócrino, renal, cardiovascular, respiratório, gastrointestinal, dermatológico e musculoesquelético (BURTI et al., 2008).

Nesse período há também um aumento considerável na produção hormonal, principalmente nos hormônios responsáveis pela retenção hídrica, aumentando o volume sanguíneo da gestante variando entre 30% a 50%, da capacidade de reter no organismo cerca de 8 litros de água durante a gestação.

Essas alterações fisiológicas podem ser agravadas devido a posturas inadequadas durante o dia. Algumas mulheres permanecem muito tempo em pé, enquanto outras passam horas sentadas na mesma posição. Tudo isso dificulta o retorno venoso, favorecendo o aparecimento de varizes, inchaço e dores nas pernas (LEDUC, 2007).

A massagem para gestantes pode ser feita em qualquer fase da gestação desde que liberado pela equipe médica que acompanha a gestação. É uma poderosa ferramenta que auxilia em casos de ansiedade, mal-estar para dormir durante a gravidez, alívio de dores decorrentes das mudanças corporais, inchaço, preparação para o parto, ou simplesmente um ótimo momento de conexão entre a mãe e o bebê, um presente que você dá a si mesma para aproveitar intensamente esse momento especial e único.

Para as puérperas o atendimento pode ser feito logo após o parto e é um bálsamo para as mães recentes que precisam recompor suas energias e reservar um momento de descanso e individualidade.

Carla Kesen
Fisioterapeuta Dermato Funcional
CREFITO 3/ 98379- F